Aumento peniano, realmente é possível? Descubra o que a ciência diz sobre isso!

imagem de capa: homem para a mulher, ele puxa a cueca para frente e ela segura uma fita métrica na intenção de "medir o penis dele"

Uma das maiores preocupações de todos os homens é com relação ao tamanho do próprio pênis. Quem nunca olhou para o seu “amigo” e pensou que um aumento peniano iria bem?!

Não importa o tamanho, praticamente todos os homens gostaria de ter alguns centímetros a mais quando se trata do comprimento ou grossura do pênis.

Não é à toa que existe no mercado dezenas de técnicas e produtos que prometem aumentar e dar mais volume para a sua parte íntima…

Porém, será que eles realmente funcionam?

É justamente sobre isso que iremos falar nas linhas abaixo. Neste artigo você irá ver o que a ciência diz sobre o aumento peniano e se ele é realmente possível!

Mas, antes de começarmos, preencha o formulário abaixo e faça parte da nossa lista de usuários seletos que recebem conteúdos exclusivos diretamente no email…


Aumento peniano realmente é possível? Uma visão científica sobre o caso

A fim de responder essa dúvida cruel que vem consumindo horas de pesquisas, esforço e muito dinheiro de grande parte dos homens do planeta duas equipes de cientistas resolveram pesquisar a fundo o assunto.

Pesquisadores da Itália e da Holanda revisaram centenas de estudos sobre os principais métodos de aumento peniano que existem no mercado.

E o resultado desse estudo comprovou que sim, existem algumas maneiras de aumentar o pênis, porém nem sempre elas valem a pena…

Confira abaixo o resultado deste estudo!

O que dizem as pesquisas científicas

O estudo realizado em conjunto pelos dois países avaliou dispositivos à vácuo, anéis penianos, medicamentos diversos, injeção de silicone líquido, extensores penianos e a cirurgia de aumento do pênis.

Dispositivos à vácuo e anéis penianos

 Para os dispositivos à vácuo e anéis penianos comprovou-se que eles são completamente ineficazes para o aumento do pênis.

O que acontece é que, quando se está utilizando o equipamento, o pênis fica inchado pela retenção de sangue e isso faz ele parecer maior…

Mas, nos minutos seguintes o pênis retorna para o seu tamanho natural e, mesmo que se faça a atividade com frequência, ele ainda não sofrerá nenhum aumento.

Os voluntários da pesquisa utilizaram ambos os equipamentos durante 12, 18 e 24 meses. Em todos os casos não houve nenhum aumento.

Medicamentos

Já para os medicamentos o resultado foi um pouco diferente…

Porém, trata-se de um diferente negativo. Além de não aumentar o tamanho do pênis, ainda trouxe uma série de efeitos colaterais prejudiciais ao sexo, como disfunção erétil e perda da sensibilidade na área.

Outros danos à saúde incluem taquicardia, pressão arterial elevada, dependência química e psicológica.

Ou seja, remédios para aumentar o pênis além de não funcionar ainda podem acabar com a sua saúde e detonar sua vida sexual.

Injeção de silicone líquido

A injeção de silicone líquido, por outro lado, mostrou alguns resultados interessantes durante os testes (que neste caso foram realizados por pesquisadores Israelenses).

A pesquisa indicou que, ao fazer uma aplicação de silicone líquido, seu pênis pode realmente aumentar tanto em comprimento como, principalmente, em grossura.

Mas, existem alguns contras que fazer o esforço de aplicar uma injeção no pênis não valer a pena…

O primeiro deles é que o efeito não é duradouro. Ou seja, ele funciona somente durante algum tempo e depois volta para o tamanho normal.

Segundo que os efeitos colaterais de quem utilizou esse método são bastante preocupantes e envolvem: disfunção erétil e até mesmo perda total do tecido peniano. Ou seja, completa inutilização do seu órgão genital para fins reprodutivos e recreativos.

Será que vale a pena?!

Leia também: Primeiro encontro: dicas para uma noite perfeita!

Extensores penianos

Os cientistas tiveram acesso a duas pesquisas feitas por outros cientistas que avaliaram o uso dos extensores penianos.

O resultado destas duas pesquisas é que o extensores realmente ajudaram a aumentar o pênis, chegando a um aumento de até 05 centímetros.

Porém, existe um problema com essa pesquisa: ela não é muito aceita no meio científico.

Isso porque os pesquisadores foram financiados pela empresa que fabrica esse tipo de equipamento e a pesquisa foi feita sob condições totalmente suspeitas desde o início.

Por exemplo, não foram utilizados grupos de controle entre outros fatores que poderiam falsear o resultado. Ou seja, quem realizou não utilizou os métodos que poderiam apontar resultados diferentes.

Então, nesse caso, fica da sua confiança se acredita ou não nos resultados obtidos dessas experiências.

Cirurgia para aumento de pênis

E por último, mas não menos importante, nós temos a cirurgia para aumento do pênis que, no final das contas, foi a única que comprovou ser 100% eficaz.

Essa cirurgia é capaz de aumentar o tamanho do seu amigo em até 02 centímetros, comprovadamente.

Porém, existem algumas condições que podem não ser muito agradáveis…

A primeira dela é que se trata de uma cirurgia extremamente invasiva e como toda cirurgia deste tipo ela vai causar dor, risco de infecção e etc.

Outro fator é que o pênis não vai mais se levantar. Ou seja, ele vai ficar maior, vai ficar duro ainda, porém não vai mais ficar de pé.

Além disso, uma pesquisa feita com quem realizou a cirurgia, 02 anos após o procedimento, indicou que cerca de 90% dos pacientes estavam frustrados com os resultados.

Por isso, ela é indicada somente para quem 02 centímetros a mais vai fazer uma enorme diferença, como é o caso das pessoas que nasceram com a rara condição do micropênis (inferior a 06 centímetros, quando ereto).

Conclusão

Existem maneiras de aumentar o pênis? Sim, existem. Elas valem a pena? Na maioria das vezes, não.

E é sempre bom ressaltar que o tamanho médio do pênis brasileiro é de 15cm, quando ereto. Então, se você está até uns 2cm abaixo disso pode ficar tranquilo que você não vai passar vergonha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *