Diabetes e Impotência sexual

Hoje, no Brasil, há mais de 13 milhões de pessoas vivendo com diabetes, o que representa 6,9% da população. E esse número está crescendo. Em alguns casos, o diagnóstico demora, favorecendo o aparecimento de complicações.

Diabetes é uma doença crônica na qual o corpo não produz insulina ou não consegue empregar adequadamente a insulina que produz, fazendo assim com que os níveis de glicose no sangue fiquem elevados. Os tipos mais famosos de diabetes encontrados são o tipo 1 e o tipo 2 e, em ambos os casos os efeitos adversos da doença são semelhantes.

 

  • Diabetes tipo 1

Em algumas pessoas, o sistema imunológico ataca equivocadamente as células beta. Logo, pouca ou nenhuma insulina é liberada para o corpo. Como resultado, a glicose fica no sangue, em vez de ser usada como energia. Esse é o processo que caracteriza o Tipo 1 de diabetes, que concentra entre 5 e 10% do total de pessoas com a doença.

O Tipo 1 aparece geralmente na infância ou adolescência, mas pode ser diagnosticado em adultos também. Essa variedade é sempre tratada com insulina, medicamentos, planejamento alimentar e atividades físicas, para ajudar a controlar o nível de glicose no sangue.

 

  • Diabetes tipo 2

O Tipo 2 aparece quando o organismo não consegue usar adequadamente a insulina que produz; ou não produz insulina suficiente para controla a taxa de glicemia.

Cerca de 90% das pessoas com diabetes têm o Tipo 2. Ele se manifesta mais frequentemente em adultos, mas crianças também podem apresentar. Dependendo da gravidade, ele pode ser controlado com atividade física e planejamento alimentar. Em outros casos, exige o uso de insulina e/ou outros medicamentos para controlar a glicose.

impotencia-sexual-pode-estar-ligada-ao-diabetes-tipo-238

 

Em ambos os casos, quando não tratada, a diabetes tende a deformar os vasos, provocando disfunção erétil, problemas cardíacos, nefropatias, perda da visão, pois o portador desta doença sofre uma série de alterações vasculares, nervosas, hormonais e psicológicas. Aproximadamente metade dos pacientes diabéticos apresentam problemas de ereção quando não possuem os níveis de glicose controlados.

Um homem, para ter ereção, necessita de estímulos físicos e psicológicos que irão desencadear uma circulação sanguínea mais constante, especialmente para a área peniana. A elasticidade do órgão genital masculino facilita o enchimento do mesmo com sangue devido ao aumento do fluxo sanguíneo, causando a ereção. Se um homem possui alterações vasculares que possam afetar a irrigação para o seu órgão genital, como é o caso dos portadores de diabetes, é provável que possa a vir desenvolver problemas de ereção e impotência.

 

kannjin-cha-do-amor

Do ponto de vista médico, existem algumas opções de tratamento, como a utilização do Chá do amor, que vem sendo utilizado por pessoas com diabetes a anos e não foi encontrado problemas de interação medicamentosa com remédios para essa patologia e nem fatores que possam agravar a doença.

De qualquer forma, a melhor opção para diminuir os sintomas da diabetes é a prevenção. Prevenção efetiva também significa mais atenção à saúde de forma eficaz. Isso pode ocorrer mediante prevenção do início do Diabetes (prevenção primária) ou de suas complicações agudas ou crônicas (prevenção secundária).

A prevenção primária protege indivíduos suscetíveis de desenvolver Diabetes, tendo impacto por reduzir ou retardar tanto a necessidade de atenção à saúde como a de tratar as complicações da doença.

Atualmente, a prevenção primária de Diabetes tipo1 não tem uma base racional que se possa aplicar a toda população. As intervenções populacionais ainda são teóricas, necessitando de estudos que as confirmem. As proposições mais aceitáveis baseiam-se no estímulo do aleitamento materno e em evitar a administração do leite de vaca nos primeiros 3 meses de vida. Entretanto, o recrutamento de indivíduos de maior risco para participar de ensaios clínicos é justificável. As intervenções propostas têm se baseado em imunomodulação ou imunossupressão.

Quanto ao DM2, condição na qual a maioria dos indivíduos também apresenta obesidade, hipertensão arterial e dislipidemia, as intervenções devem abranger essas múltiplas anormalidades metabólicas, o que, além de prevenir o surgimento de diabetes, estaria também evitando doenças cardiovasculares e reduzindo a mortalidade. Os programas de prevenção primária do DM2 baseiam-se em intervenções na dieta e na prática de atividades físicas, visando a combater o excesso de peso em indivíduos com maior risco de desenvolver diabetes, particularmente nos com tolerância à glicose diminuída.

Quanto à prevenção secundária, há evidências de que o controle metabólico estrito tem papel importante na prevenção do surgimento ou da progressão de suas complicações crônicas. É fundamental na prevenção secundária, o tratamento da hipertensão arterial e dislipidemia, medidas para reduzir o consumo de cigarro, realizar rastreamento de microalbuminúria, rastreamento para diagnóstico de retinopatia, entre outros.

8 thoughts on “Diabetes e Impotência sexual

    • Cha do Amor says:

      Olá, tudo bem?

      A diabetes é uma patologia caracterizada como ausência ou baixa produção dos hormônios insulina e/ou glucagon, provocando assim uma elevação dos níveis de glicose na corrente sanguínea que não conseguem entrarem nas células para produzirem energia necessária ao corpo.

      Os tipos mais comuns de diabetes são diabetes tipo I e diabetes tipo II. A diabetes tipo I mostra-se como uma doença auto imune, onde os anticorpos do nosso organismo atacam as células secretagogas de insulina do pâncreas.

      Já o tipo II é contraído, normalmente, por má alimentação, sedentarismo e obesidade, onde o nível de glicose no organismo se torna elevado para a quantidade de insulina liberada.

      Em ambos os casos, quando não tratada, a diabetes tende a deformar os vasos, provocando disfunção erétil, problemas cardíacos, nefropatias, perda da visão.

      Chá do amor kannjin, vem sendo utilizado por pessoas com diabetes a anos e não foi encontrado problemas de interação medicamentosa com remédios para essa patologia e nem fatores que possam agravar a doença.

    • Cha do Amor says:

      Olá, Joaquim. Tudo bem?

      A diabetes é uma patologia caracterizada como ausência ou baixa produção dos hormônios insulina e/ou glucagon, provocando assim uma elevação dos níveis de glicose na corrente sanguínea que não conseguem entrarem nas células para produzirem energia necessária ao corpo.

      Os tipos mais comuns de diabetes são diabetes tipo I e diabetes tipo II. A diabetes tipo I mostra-se como uma doença auto imune, onde os anticorpos do nosso organismo atacam as células secretagogas de insulina do pâncreas.

      Já o tipo II é contraído, normalmente, por má alimentação, sedentarismo e obesidade, onde o nível de glicose no organismo se torna elevado para a quantidade de insulina liberada.

      Em ambos os casos, quando não tratada, a diabetes tende a deformar os vasos, provocando disfunção erétil, problemas cardíacos, nefropatias, perda da visão.

      Chá do amor kannjin, vem sendo utilizado por pessoas com diabetes a anos e não foi encontrado problemas de interação medicamentosa com remédios para essa patologia e nem fatores que possam agravar a doença.

  1. luiz cesar fernandes says:

    SOU DIABETICO TIPO 2 TENHO 62 ANOS E ESTOU SENTINDO AO TER RELAÇAOES NAO CONSIGO TERMINAR POIS O PENIS FICA MOLE E ACABO DESISTINDO E NAO SATISFAZENDO MINHA ESPOSA O QUE FAZER SERA QUE EU TMAR O CHA DO AMOR VOU MELHORAR, AONDE ENCONTRA-LO EM FARMACIAS

    • Cha do Amor says:

      OLÁ, LUIZ. TUDO BEM?

      A DIABETES É UMA PATOLOGIA CARACTERIZADA COMO AUSÊNCIA OU BAIXA PRODUÇÃO DOS HORMÔNIOS INSULINA E/OU GLUCAGON, PROVOCANDO ASSIM UMA ELEVAÇÃO DOS NÍVEIS DE GLICOSE NA CORRENTE SANGUÍNEA QUE NÃO CONSEGUEM ENTRAREM NAS CÉLULAS PARA PRODUZIREM ENERGIA NECESSÁRIA AO CORPO.

      OS TIPOS MAIS COMUNS DE DIABETES SÃO DIABETES TIPO I E DIABETES TIPO II. A DIABETES TIPO I MOSTRA-SE COMO UMA DOENÇA AUTO IMUNE, ONDE OS ANTICORPOS DO NOSSO ORGANISMO ATACAM AS CÉLULAS SECRETAGOGAS DE INSULINA DO PÂNCREAS.

      JÁ O TIPO II É CONTRAÍDO, NORMALMENTE, POR MÁ ALIMENTAÇÃO, SEDENTARISMO E OBESIDADE, ONDE O NÍVEL DE GLICOSE NO ORGANISMO SE TORNA ELEVADO PARA A QUANTIDADE DE INSULINA LIBERADA.

      EM AMBOS OS CASOS, QUANDO NÃO TRATADA, A DIABETES TENDE A DEFORMAR OS VASOS, PROVOCANDO DISFUNÇÃO ERÉTIL, PROBLEMAS CARDÍACOS, NEFROPATIAS, PERDA DA VISÃO.

      CHÁ DO AMOR KANNJIN, VEM SENDO UTILIZADO POR PESSOAS COM DIABETES A ANOS E NÃO FOI ENCONTRADO PROBLEMAS DE INTERAÇÃO MEDICAMENTOSA COM REMÉDIOS PARA ESSA PATOLOGIA E NEM FATORES QUE POSSAM AGRAVAR A DOENÇA.

    • Cha do Amor says:

      OLÁ, REGIS. TUDO BEM?

      A DIABETES É UMA PATOLOGIA CARACTERIZADA COMO AUSÊNCIA OU BAIXA PRODUÇÃO DOS HORMÔNIOS INSULINA E/OU GLUCAGON, PROVOCANDO ASSIM UMA ELEVAÇÃO DOS NÍVEIS DE GLICOSE NA CORRENTE SANGUÍNEA QUE NÃO CONSEGUEM ENTRAREM NAS CÉLULAS PARA PRODUZIREM ENERGIA NECESSÁRIA AO CORPO.

      OS TIPOS MAIS COMUNS DE DIABETES SÃO DIABETES TIPO I E DIABETES TIPO II. A DIABETES TIPO I MOSTRA-SE COMO UMA DOENÇA AUTO IMUNE, ONDE OS ANTICORPOS DO NOSSO ORGANISMO ATACAM AS CÉLULAS SECRETAGOGAS DE INSULINA DO PÂNCREAS.

      JÁ O TIPO II É CONTRAÍDO, NORMALMENTE, POR MÁ ALIMENTAÇÃO, SEDENTARISMO E OBESIDADE, ONDE O NÍVEL DE GLICOSE NO ORGANISMO SE TORNA ELEVADO PARA A QUANTIDADE DE INSULINA LIBERADA.

      EM AMBOS OS CASOS, QUANDO NÃO TRATADA, A DIABETES TENDE A DEFORMAR OS VASOS, PROVOCANDO DISFUNÇÃO ERÉTIL, PROBLEMAS CARDÍACOS, NEFROPATIAS, PERDA DA VISÃO.

      CHÁ DO AMOR KANNJIN, VEM SENDO UTILIZADO POR PESSOAS COM DIABETES A ANOS E NÃO FOI ENCONTRADO PROBLEMAS DE INTERAÇÃO MEDICAMENTOSA COM REMÉDIOS PARA ESSA PATOLOGIA E NEM FATORES QUE POSSAM AGRAVAR A DOENÇA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *