Disfunção erétil como causa do fim de relacionamentos

Disfunção erétil no casamento

O casamento sempre foi, para muitos, a consolidação das expectativas de desenvolvimento pessoal, seja no campo afetivo, psicológico ou sexual.

Para muitos homens, a construção de uma família feliz ainda é tida como um dos principais objetivos de vida, principalmente por enxergar na mulher uma força propulsora de incentivo a sua autoestima, além da oportunidade de ter uma companheira com quem pode dividir confidências, sonhos, objetivos, e atuarem juntos na concepção de filhos.

Mas, é preciso ficar claro, que o casamento acompanha também muitas obrigações, como o gerenciamento de personalidades distantes que precisam convergir para o crescimento familiar, o abastecimento financeiro de um lar, a aceitação e respeito de hábitos individuais do parceiro (a), a capacidade de ser um bom ouvinte e empático as emoções do outro.

Essas “obrigações” podem determinar se um relacionamento caminha em direção a felicidade e prosperidade, ou, se tende a gerar brigas, descompromissos e vaidades no longo prazo. E um item, que poucas pessoas citam, mas que é importante para que uma comunhão tenha sucesso, é a atividade sexual prazerosa para ambos os sexos.

Normalmente, a sociedade enxerga como convenção, que é dever do homem atingir os anseios do relacionamento entre marido e mulher, quanto ao contato mais íntimo que deve manter com a esposa. Por mais que esse seja um conceito antigo e preconceituoso, esse pensamento coletivo ainda ecoa na cabeça dos homens, e a pressão de precisar ser o incentivador do contato íntimo pode gerar frustração e transtornos psicológicos a partir do momento que se sofre com episódios de Disfunção Erétil (DE).

A PRESSÃO NO RELACIONAMENTO

Hoje, estima-se que 45% dos homens apresentam algum grau de DE (dados do Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), e sabe-se que as principais causas para esse quadro são diabetes, hipertensão arterial sistêmica, cardiopatias, tabagismo, obesidade, doenças prostáticas, consumo excessivo de álcool, depressão, idade e transtornos emocionais.

Pensando em transtornos emocionais, sabe-se que existe uma relação bidirecional entre pressão e Disfunção Erétil. Ou seja, a necessidade do homem em ser o estimulador da atividade sexual pode gerar impotência sexual ou ejaculação precoce (ambos sintomas da DE) por medo de não satisfazer a mulher, da mesma forma que a DE gera medo no homem em querer iniciar a atividade.

A Disfunção Erétil quando não discutida em casal gera um desconforto frustrante para ambos, resultando em afastamento constante e gradual dos dois, frieza afetiva, falta de companheirismo e, em casos mais extremos existe a possibilidade de a esposa requerer separação e ainda indenização por danos morais, dependendo da má-fé do marido em não ter revelado a sua condição de impotente.

A Disfunção Erétil precisa ser entendida como uma doença, e como qual, precisa ser procurado ajuda e tratamento. E como em toda condição patológica, quanto antes iniciar os tratamentos, maior a chance de cura e menos dano na sua vida e, no caso, do seu casamento. Um fator agravante para relacionamentos, é que o homem leva em média três anos para buscar algum tipo de ajuda, e em muitos casos o divórcio acaba existindo antes.

Dessa forma, percebe-se que para você ter um casamento feliz, é fundamental que a atividade sexual seja encarada como parte importante das atividades do matrimônio.

Se você vem passando por problemas de Disfunção Erétil, lhe encorajamos a experimentar o Chá do Amor Kannjin. Essa é uma solução natural e imediata. Este produto é o único no mundo com capacidade de promover uma ereção segura e saudável em até 40 minutos pós sua utilização, além de auxiliar no retardo da ejaculação precoce. Essa forma discreta de tratamento pode ser uma das chaves para você salvar seu relacionamento.

Para adquirir o Chá do Amor Kannjin, basta você clicar aqui .

Qualquer dúvida sobre e outros assuntos nossa equipe está à disposição para lhe ajudar.

OUTROS ARTIGOS SOBRE DISFUNÇÃO ERÉTIL

O papel da depressão na disfunção sexual

O papel da ansiedade na disfunção sexual

Envelhecimento e libido: como manter a vida sexual saudável?

2 thoughts on “Disfunção erétil como causa do fim de relacionamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *