Disfunção Erétil durante a PANDEMIA? Saiba o que fazer

Pandemia e disfunção erétil

A pandemia do Coronavírus afetou a todos os seres humanos no mundo. Independente de você ter sido contaminado ou não, as novas diretrizes sobre relacionamentos, deslocamentos e exposição a locais fora da sua moradia tornaram-se restritas e perigosas. Com isso, todos criamos novas rotinas, sendo que cada pessoa reage de uma forma a essas mudanças.

Esse novo cenário imposto exige capacidade de adaptação, a qual todos passaremos, porém em velocidades de assimilação diferentes. O isolamento, sozinho ou em família, traz desafios para nosso corpo e mente, nos obrigando a mudar hábitos para nos mantermos saudáveis.

A partir do momento que passamos a ficar mais em casa, e reagimos com raiva, ansiedade ou preocupação excessiva a Pandemia, podemos desenvolver comportamentos compensatórios que busquem a realização de nossas vontades em prol do nosso bem-estar. Porém, na maior parte dos casos, essas escolhas são acompanhadas de ações que nos levam em direção ao sedentarismo, aumento no consumo de alimentos ricos em açúcar e gorduras e no consumo de notícias que reforçam essa situação de pânico.

Enquanto alguns lidam com os desafios usando a criatividade, a imensa maioria das pessoas está nesse ciclo vicioso de hábitos não saudáveis. Isso acontece porque a mente tem um impulso de prestar atenção em desastres e situações ameaçadoras a nossa existência, por isso o alto consumo várias vezes ao dia de notícias repetidas sobre a pandemia, enquanto as escolhas não saudáveis de hábitos tem relação com o senso de recompensa a uma situação inédita e assustadora. Pensamos que somos merecedoras de receber algo, sem esforço, por já nos desgastar em enfrentar uma Pandemia.

Porém, quanto mais tempo passamos nessa dinâmica de vivermos uma rotina sem cuidados com nossa saúde, maior a chance que temos desenvolvermos algumas doenças e transtornos.

HOMENS E A PANDEMIA

Nos homens, é percebido um aumento nos índices de disfunção erétil, doença que é definida como a dificuldade de ter e manter uma ereção por tempo suficiente para uma relação sexual, o aparecimento de ejaculação precoce, bem como a diminuição da libido sexual.

Entre as várias causas da disfunção erétil, quando relacionamos ao momento da Pandemia, podemos citar as de origem orgânica e psicológica.

O fato de passarmos mais tempo em casa, aumentando o consumo de alimentos não saudáveis e diminuindo a prática de atividade física (aqui incluímos até mesmo o fato de caminharmos menos), pode representar em ganho de peso e aumento nos níveis de colesterol. Nessas condições, o mecanismo de ereção, que exige um aumento no fluxo de sangue para a área do pênis, e por conseguinte o aumento de óxido nítrico nessa área para manter o sangue no local, pode ser prejudicado pelo ganho de peso. Dessa forma, o ganho de alguns quilos na balança é uma das causas orgânicas que podem levar a dificuldade em ter e manter uma ereção.

Entre as causas psicológicas, percebemos que sentimentos de preocupação, ansiedade, possibilidade de desemprego, diminuição de renda, isolamento social e crise econômica, podem ser fatores que diminuem a libido e levam em direção a ejaculação precoce. Aqui, é importante que a pessoa se concentre no que de real acontece consigo. Muitas vezes vivemos nossa vida baseada no que as notícias dizem, e não na nossa realidade. É visto que existe uma crença de que tudo dará errados nos próximos meses, mas muitas vezes nossa vida não foi afetada pela Pandemia.

Se você tem preocupações, mantenha-se sereno e perceba o que de fato mudou em sua vida, e se sentir algum medo em relação a seus rendimentos e emprego, veja se isso é lógico e procure as pessoas certas que poderão ajudar você a resolver o caso. Converse com seu chefe, exponha sua situação. Se for empresário, veja como você pode se posicionar nesse novo momento. Gaste energia na criação e não no consumo de notícias repetidas de crise.

Para todas essas situações, por mais que a queda no rendimento sexual seja o resultado de alterações em sua rotina, saiba que a busca pelo retorno da atividade sexual pode ser o fator que lhe devolverá foco para a estabilização da sua saúde.

A atividade sexual é uma importante atividade física, bem como uma ação recreativa que poderá dispersar seu foco da Pandemia.

Conversar com sua companheira sobre sexo é uma importante forma de buscar saúde. Caso perceba a dificuldade em ter desejo sexual ou em iniciar uma ereção, saiba que existem opções naturais, como o Chá do Amor Kannjin, que pode ser comprado pela internet e entregue em sua casa (diminuindo a exposição do risco de contaminação). Este produto lhe devolverá a excitação e irá garantir uma ereção segura e saudável, bem como retardar a ejaculação.

OUTROS ARTIGOS RELACIONADOS A ESSE TEMA

Relação entre INSÔNIA e IMPOTÊNCIA SEXUAL

Disfunção erétil como causa do fim dos relacionamentos

O papel da ansiedade na disfunção sexual

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *