Ejaculação precoce não é doença

Muitos homens quando descobrem que desenvolveram a ejaculação precoce, logo pensam que possuem uma doença. Conviver com a “doença da ejaculação precoce” parece ser um desastre na vida sexual do homem. Mas fique tranquilo quanto a isso. Ejaculação precoce não é doença. Especialistas afirmam que a ejaculação precoce é uma disfunção sexual, ou seja, uma condição pela qual o homem passa.

O problema da ejaculação precoce é responsável por 40% das queixas nos consultórios de terapeutas sexuais. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Urologia – SBU, estima-se que um em cada quatro homens brasileiros sofram com esta disfunção. Ela se caracteriza quando o homem na hora do ato sexual, tem um orgasmo mais cedo do que o esperado por ele. A ejaculação precoce acaba impedindo o homem de segurar uma relação sexual por mais tempo. E assim, traz insatisfação durante o ato sexual.

Fatores biológicos e psicológicos podem causar a ejaculação precoce. Dentre os fatores psicológicos estão: ansiedade, disfunção erétil, problemas no relacionamento, uso de medicamentos, entre outros. Já os homens que apresentam distúrbios da tireoide, inflamação e infecção na próstata ou na uretra, níveis hormonais acima do normal, entre outros, esses problemas podem ser biológicos e acabarem ocasionando na ejaculação precoce.

 

 

Porém, a causa que chama mais a atenção das pessoas é o fato da ansiedade ser a causa mais frequente da ejaculação precoce. Para muitos homens é difícil conseguir controlar a ansiedade na hora da relação com a parceira, e aí acabam ejaculando mais cedo do que deveriam. Em jovens, por exemplo, o problema se acentua mais. Junta-se a inexperiência sexual, o medo de ser flagrado com a parceira na hora H, e mesmo o anseio pelo encontro geram a ansiedade, e com ela uma descarga enorme de adrenalina que pode fazer com que ele tenha uma maior excitação e, por consequência uma ejaculação rápida.

Como saber se o homem realmente tem a ejaculação precoce?

A ejaculação precoce ocorre em média, um minuto após a penetração. Mas dependendo do caso, ela também pode acontecer antes do homem conseguir penetrar a parceira. Para saber se o homem tem este problema, ele deve observar se este distúrbio acontece com frequência; depois pergunte o quanto a sua parceira está satisfeita com o sexo. Se o homem não conseguir satisfazê-la em pelo menos 50% das relações sexuais, é indicado se procure ajuda médica para ter certeza e começar a tratar a disfunção sexual.

 

Ejaculação precoce como tratar?

Para quem sofre do problema da ejaculação precoce, deve primeiramente procurar ajuda médica. Se abrir com a parceira também é fundamental para que o homem consiga superar esta fase e tenha mais tempo na cama com a parceira. Hoje em dia já existem várias formas de se tratar o problema, como por exemplo, com a ajuda de um terapeuta sexual ou de medicamentos.

Também existe um produto que é 100% natural, e que ajuda o homem a tratar a ejaculação precoce: é o Chá do Amor Kannjin. Ele pode ser aquilo que você precisa, para dar um gás no seu relacionamento. O Chá do Amor Kannjin pode ser utilizado pelos homens que possuem disfunção erétil/impotência sexual, e principalmente por aqueles que possuem a ejaculação precoce, e não conseguem durar mais tempo na cama.

 

É extraído de um cipó encontrado na floresta amazônica, chamado “cipó kannjin”. Diferente de outros medicamentos utilizados para o tratamento desta disfunção, o Chá do Amor não possui efeitos colaterais. Sua função é proporcionar uma ereção segura e saudável. Quem tem ejaculação precoce, deve ingerir o chá uma hora antes do sexo.

O chá do amor vem em um sachê, e deve-se despejar todo o conteúdo em um copo de água, suco, ou refrigerante e ingerir logo em seguida. Não é indicado que se tome o produto com leite, pois a lactose pode inibir a ação do produto. Tomando o Chá do Amor uma vez por semana, você pode diminuir muito a chance de ter uma ejaculação precoce.

Posições sexuais favorecem o controle da ejaculação?

Não que seja uma regra, mas existem algumas posições sexuais que acabam retardando a ejaculação masculina sim. Para que o tempo de latência do homem aumente, é necessário que ele busque no sexo, posições menos estimulantes como as de costas (em que o homem entra por trás).

 

Preliminares são importantes para as mulheres: Para muitas mulheres o sexo não começa somente quando o homem está penetrando-a. As mulheres adoram quando as preliminares são longas. Leve algum tempo beijando os lábios dela, sensualmente roçando o seu corpo no dela, entre outras técnicas. Com isso, o homem pode até fazer a mulher atingir o orgasmo antes mesmo de penetrá-la, e desta forma, se você não durar tanto tempo na cama, ela já vai estar satisfeita e o problema será bem menor.

Dicas valiosas:

– Existem exercícios que ajudam o homem a acabar com a ejaculação precoce, problema este, que tira o sono e também a vontade de manter uma relação sexual, sabendo que o sexo não dura o tempo que você quer. O treino dos músculos pélvicos, a técnica do “parar e continuar”, a técnica do aperto, entre outras podem acabar com a ejaculação precoce.

– Caso você já tenha o problema da ejaculação precoce, procure sempre utilizar o preservativo na hora da relação sexual com a parceira. Além de prevenir a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis – DSTs, o uso da camisinha ainda reduz a sensibilidade no pênis, fazendo com que a ejaculação demore mais para acontecer. Evite utilizar os preservativos extrafinos e prefira aqueles que possuem propriedades retardantes, pois estes permitem prolongar a ejaculação por mais tempo.

Sabendo que a ejaculação precoce não é uma doença, o homem fica mais aliviado diante do sexo. Mas lembre-se que a sua vida sexual não pode parar por este ou outro problema. Procure sempre resolvê-lo de forma mais rápida, com o apoio de um profissional que irá te orientar em certas situações.

One thought on “Ejaculação precoce não é doença

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *