Medicamentos para diabetes causam impotência sexual?

Diabetes e impotência sexual

Estima-se que 422 milhões de pessoas no mundo possuem diabetes. Essa doença que é dividida em tipo 1 e tipo 2, quando não tratada, traz prejuízos sistêmicos iguais para o corpo humano.

De maneira geral, a diabetes é caracterizada como uma doença metabólica, ou seja, uma doença crônica não transmissível que causa alterações em todo o organismo, onde o sistema mais afetado é o vascular. Seu portador não consegue degradar moléculas de glicose corretamente ou em velocidade suficiente. A glicose é um tipo de açúcar básico que ingerimos na alimentação, e é essencial para a vida. A alta taxa de glicose circulante no sangue, entretanto, pode provocar danos em órgãos como os rins, coração e fígado, além de poder levar à amputação de membros inferiores e causar cegueira. Pacientes com hiperglicemia (alto nível de açúcar no sangue) são mais suscetíveis a ataques cardíacos, derrames e disfunção erétil.

O motivo da impotência sexual ser um dos principais sintomas da diabetes é porque para se ter uma ereção, é importante que os vasos sanguíneos e os nervos da região genital estejam saudáveis. A grande questão aqui, é que na diabetes ocorre um prejuízo no funcionamento dos vasos sanguíneos e nervos. Desde o entupimento dos vasos, chamado de aterosclerose – pelo acúmulo de gordura dentro das suas paredes – até a insensibilidade dos nervos que estimulam a ereção, existindo assim todo um conjunto de fatores que contribui para a impotência.

Então caso um paciente diabético esteja sofrendo de impotência sexual, parte fundamental da recuperação da sua potência é a realização de um controle mais eficiente da sua diabetes, que normalmente é realizado com a utilização de medicamentos, uma alimentação saudável e prática de atividades físicas.

Dessa forma, uma das principais dúvidas de pacientes que possuem diabetes, mesmo que pareça contraditória, é se medicamentos para diabetes levam a impotência sexual. A dúvida existe porque muitos pacientes associam o aparecimento da falta de ereção com a utilização dos remédios para controle da diabetes.

O fato é que somente medicação para o controle de glicemia, sem o incentivo de hábitos de vida saudáveis, continuará trazendo danos a parede dos micro e macro vasos da parede do pênis, diminuindo a sensibilidade da área, o que acarretará na impotência sexual.

Dessa forma, a relação entre medicamentos para diabetes e impotência sexual é um entendimento equivocado, pois todo tratamento para diabetes deverá facilitar a ereção e não a prejudicar.

PACIENTES DIABÉTICOS PODEM UTILIZAR O CHÁ DO AMOR KANNJIN?

Outra dúvida que muitos pacientes diabéticos que utilizam medicamentos para tratar a doença possuem, é se podem utilizar estimulantes promotores de ereção, como o Chá do Amor Kannjin.

A realidade é que o Chá do Amor Kannjin não interage e nem prejudica o rendimento de qualquer medicamento para controle da diabetes, sendo totalmente segura sua utilização.

Sendo assim, para a maioria dos pacientes diabéticos, quer estejam em tratamento ou não, a utilização do Chá do Amor Kannjin será segura e permitida. Os casos de proibição ocorrem quando existem outras doenças associadas, como por exemplo risco cardiovascular que impossibilite a prática de atividades físicas.

Para ficar mais claro a compreensão sobre esse assunto, nosso farmacêutico preparou um vídeo para tirar todas as suas dúvidas.

2 thoughts on “Medicamentos para diabetes causam impotência sexual?

  1. Ide do Carmo says:

    Agradeço pela sua útil, oportuna e necessária explicação retro em assaz bem elaborado. Aproveitando sua natural boa vontade, gostaria de saber se esse poderoso chá é eficaz no caso de um homem com 81 anos de idade. Aguardo a gentileza de sua resposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *