Mitos e verdades sobre a disfunção erétil

A disfunção erétil ou impotência sexual, como é popularmente chamada, é um problema que afeta diretamente a ereção dos homens e por consequência, o relacionamento. Ela é caracterizada pela incapacidade de conseguir a ereção satisfatória na hora da relação sexual com a parceira. No Brasil, segundo dados da SBU (Sociedade Brasileira de Urologia), cerca de 50% dos homens com mais de 40 anos tem alguma queixa com relação às ereções.

Couple sitting on couch at home

E as causas deste problema são muitas. De acordo com a SBU, ao menos a metade da população masculina que sofre com a disfunção erétil, apresenta níveis elevados de HbA1c, fator relacionado ao diabetes e colesterol. Mas não para por aí não.

As causas desta disfunção também podem estar relacionadas a fatores físicos como os distúrbios hormonais, doenças crônicas, tumores ou doenças no pênis, problemas de circulação sanguínea, efeito colateral de medicamentos, consumo excessivo de álcool e tabagismo.

Causas de origem psicológicas como a ansiedade, depressão, estresse, fadiga, problemas financeiros e medo também são fatores que levam a doença.

Mas como todas as doenças tem seus mitos e suas verdades, é interessante se inteirar do assunto, para que não ocorram problemas com a sua saúde, diante daquilo que você por acaso ouvir dizer e tomou como verdade pra sí.

Homens que não têm uma ereção completa podem ser considerados impotentes.

1 Tudo o que você precisa saber sobre a ejaculação precoce

Verdade! Isso porque, existem vários graus de impotência sexual, mas todos se caracterizam pela ereção que não se completa. Quando a disfunção tem um grau considerado leve, o homem consegue penetração, mas mesmo assim ele sente que o pênis não está totalmente rígido. Nos graus moderado e severo, por exemplo, os homens já apresentam dificuldades tanto de penetração quanto de ereção.

Vale salientar aqui, que não é uma falha em alguma relação sexual que vai dizer que o homem tem a disfunção erétil, mas sim se esta falha for recorrente. Se o problema estiver causando algum incômodo, tanto no homem quanto na mulher, vale consultar um médico para que ele possa avaliar melhor o grau da sua disfunção e te indicar um tratamento para o seu caso.

Tomar hormônios pode ser uma solução para o impotente.

3 Mitos e verdades sobre a disfunção erétil

Mito! Os homens devem prestar muito a atenção nesta informação, pois a testosterona não é o grande fator por trás de uma ereção masculina. E apesar de este tratamento ser feito por muitas pessoas, não é qualquer um que pode fazê-lo.

Em uma consulta ao médico, para que o tratamento seja indicado, o paciente deve ter vários exames que comprovem a queda do hormônio no seu organismo e apresentar outros sintomas, além da disfunção erétil. Portanto, o hormônio não é a solução para tratar o homem impotente não.

 

Chá Kannjin é indicado para quem sofre com a disfunção erétil pois ele proporciona uma ereção segura e saudável.

botao-comprar

Verdade! O chá do amor Kannjin pode ser a melhor forma para reverter a sua disfunção erétil. Ele pode ser utilizado por homens que possuem disfunção erétil/impotência sexual, ou também por aqueles que possuem ejaculação precoce. Ele é um energético sexual totalmente natural.

É extraído de um cipó encontrado na floresta amazônica, chamado “cipó kannjin”. Diferente de outros medicamentos utilizados para o tratamento desta disfunção, o chá do amor não possui efeitos colaterais.

Quando o homem for iniciar uma relação sexual, deve tomar o chá, 40 minutos antes. Este produto proporciona uma ereção segura e saudável. O chá pode levar à uma ereção de até 12 horas em algumas pessoas.

Masturbação em excesso pode causar impotência.

2 Mitos e verdades sobre a disfunção erétil

Mito! Ainda não existe nenhum trabalho científico que comprove essa afirmação. A masturbação é o ato de tocar os genitais em busca de uma resposta sexualmente prazerosa e satisfatória. Ela é algo natural para os homens. É através dela que eles conseguem explorar o prazer próprio.

Ela ainda reduz o estresse e o homem pode aproveitar as boas sensações do sexo, mesmo estando sozinho. A masturbação, é saudável e vai sendo substituída, com o avançar da idade, pelas relações sexuais com algum parceiro ou parceira. Então fique tranquilo, porque se masturbar muito ou pouco não irá interferir na ereção do seu pênis.

Sedentarismo pode levar os homens a terem disfunção erétil.

5 Mitos e verdades sobre a disfunção erétil

Verdade! Os homens que buscam se manter sexualmente ativos para o resto da vida, não podem só ficar sentados no sofá. Pessoas com uma vida pouco saudável e sedentária têm mais chances de desenvolver a disfunção erétil em algum momento de sua vida.

Portanto, os homens que fazem exercícios regularmente podem estar prevenindo a disfunção erétil. Além fazer bem à saúde, os exercícios físicos possibilitam um aumento na produção do hormônio testosterona, este, que ajuda no desempenho sexual.

Fazer vasectomia pode causar impotência sexual nos homens.

1 Mitos e verdades sobre a disfunção erétil

Mito! Não há nada que comprove a relação entre impotência e vasectomia. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os pacientes que fazem esta cirurgia relatam melhora em seu desempenho sexual. Isso porque, quando o homem faz a vasectomia, é retirado o risco de uma gravidez, e aí eles se sentem mais tranquilos e a relação sexual torna-se mais espontânea.

Má alimentação pode levar o homem a ter disfunção erétil.

7 Mitos e verdades sobre a disfunção erétil

Verdade! A má alimentação também pode influenciar no aparecimento da disfunção erétil sim. O excesso de gordura leva à produção de estrógeno, um hormônio que causa aumento na produção do cortisol e leptina. Esses dois últimos hormônios quando aumentados, fazem com que a quantidade de testosterona produzida pelo organismo diminua. E é aí que mora o perigo; pois o risco de ter impotência sexual pode aumentar.

O excesso de gordura também vai se acumulando nos vasos, o que dificulta a circulação sanguínea e a chegada do fluxo de sangue necessário até o pênis. Sendo assim, a ereção fica comprometida.

A disfunção erétil não é grave, por isso o homem não precisa ir ao médico.

Stethoscope

Mito! A disfunção erétil é um problema que atrapalha muito os relacionamentos. Mexe com a autoestima dos homens e os deixam frustrados perante a relação sexual que é diretamente afetada. Além disso, a disfunção erétil pode ser um sinal de outras patologias como a doença cardiovascular, diabetes ou a pressão arterial elevada. Por isso é importante sim consultar o seu médico para obter um diagnóstico correto.

2 thoughts on “Mitos e verdades sobre a disfunção erétil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *