O cigarro a e impotência sexual

Assim como está estampado em sua embalagem, o cigarro é um dos principais causadores da impotência sexual. O produto é composto por mais de 400 substâncias químicas, que além de fazerem mal para todo o corpo, e contribuírem para o surgimento de doenças cardiovasculares, por exemplo, também causa a disfunção erétil. Segundo dados de um estudo realizado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), a impotência causada pelo tabaco atinge 10% dos brasileiros.

4-shutterstock_90789224

No caso do cigarro, acontece no pênis a mesma coisa que nas artérias coronárias do coração. Isto é, o consumo exagerado do cigarro deixa as artérias entupidas e com pouca dilatação, diminuindo o fluxo sanguíneo nas veias que percorrem o pênis. Por isso a ereção acaba não acontecendo, pois necessita de alta concentração de sangue na região para o órgão enrijecer.

Como identificar

O surgimento da impotência vai depender da quantidade de consumo diário do produto. Por exemplo, os homens que fumam mais de 20 cigarros por dia têm uma probabilidade 60% maior de desenvolver disfunção erétil que os homens que não fumam. Já os homens que fumam casualmente têm uma probabilidade 30% maior de sofrer de impotência sexual. Vale ressaltar que mesmo as pessoas que não fumam, mas convivem com quem tem o vício, os chamados fumantes passivos, estão sujeitas a desenvolver o problema.

Os sinais

Estes vão além da incapacidade de obter e manter a ereção: há redução do tamanho e da rigidez peniana; redução dos pelos corporais, o pênis pode se tornar pênis deformado, entre outros. Somente um médico poderá avaliar os prejuízos do produto em seu organismo, tendo em vista que cada um ingere uma quantidade diferente.

Remédio Caseiro para Impotência Sexual

Opte por uma vida saudável e tente deixar este vício de lado, entretanto, tome cuidado com os métodos milagrosos para deixar de fumar. Somente um médico irá avaliar qual o melhor tratamento para abandonar o cigarro e para tratar a sua disfunção erétil.

 

Gostou do nosso artigo? Conecte-­se e cadastre-se em nossa newsletter e receba todas as novidades em seu e­mail! Conheça nossa página no facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *