O que o diabetes tem a ver com disfunção erétil?

Disfunção erétil, esse é um problema que assusta a todos os homens.  Sabe-se que a partir dos 40 anos a possibilidade de um homem se defrontar com esse problema aumenta gradativamente, e atinge um bom percentual das pessoas a partir dessa idade.

Mas a disfunção erétil não é exclusiva para homens mais velhos, ela pode ocorrer também em pessoas mais jovens.
Muitos falam também que os diabéticos têm mais probabilidade de apresentar esse problema, o que o diabetes tem a ver com a disfunção erétil?

O que é Disfunção Erétil?

Disfunção erétil é a incapacidade de ter ou manter uma ereção rígida o suficiente para permitir a penetração durante o ato sexual.
Como você viu então, a disfunção erétil não se caracteriza apenas por não haver ereção. Mas se ocorre a ereção sem rigidez suficiente para se conseguir a penetração, ou se há a ereção, mas não se consegue mantê-la, também pode ser uma disfunção erétil. Se essa dificuldade se apresenta ocasionalmente, pode não ser nada demais, se ela ocorre com freqüência já é mais significativo. Caso você perceba alguma dificuldade na ereção quanto a rigidez ou capacidade de mante-la, ao mudar de posição durante o ato por exemplo, fale com  seu médico.

Causas da Disfunção Erétil

A disfunção erétil não é uma doença em si mesma, na verdade ela é sintoma que sinaliza a existência de outros problemas de ordem emocional ou psicológicos ou físicos.

O processo de excitação do homem que leva até a ereção é bastante complexo e envolve emoções, o cérebro, nervos, músculos, vasos sanguíneos e hormônios.

No aspecto psicológico a disfunção erétil pode ser conseqüência de:

 

  • Baixa-estima
  • Depressão
  • Ansiedade
  • Estresse

Problemas físicos que podem desencadear uma disfunção erétil são:

  • Hipertensão
  • Doenças vasculares
  • Colesterol e triglicerídeos altos
  • Tabagismo
  • Alcoolismo
  • Problemas de sono
  • Obesidade
  • Consumo excessivo de fármacos
  • Diabetes

Diabetes e a Disfunção Erétil

Desconsiderando o aspecto psicológico, todo problema ou doença que impeça ou reduza o fluxo sanguíneos para o pênis, que danifique os nervos ou enrijeça as artérias contribui para a disfunção erétil.

O excesso de açúcar no sangue, característico no diabetes, pode gerar danos aos nervos e nos vasos sanguíneos da região peniana. Os nervos danificados podem não responder adequadamente à estimulação e terem menor sensibilidade, fatores importantes que precedem a ereção. Os vasos sanguíneos enrijecidos ou com fluxo sanguíneo reduzido, podem não permitir a irrigação da região peniana em volumes necessários para uma boa ereção. Outro fator habitualmente presente em casos de diabetes é a hipertensão que também pode ser fator desencadeador da disfunção erétil.

Fácil perceber então o que o diabetes tem a ver com disfunção erétil, manter controle adequado sobre as taxas de açúcar no sangue evitará danos aos nervos e vasos sanguíneos e vai prevenir a ocorrência desse problema.

Sou diabético e agora?

Calma! Ser diabético não significa que você obrigatoriamente terá disfunção erétil. Diabéticos tem risco maior em apresentar esse tipo de problemas, apenas isso. Com o controle da taxa de açúcar no sangue, hábitos saudáveis e alimentação correta você terá boas chances de não conhecer a disfunção erétil. Observe as recomendações de seu médico e tenha uma vida perfeita e feliz!

Gostou de nosso post? Deixe sua opinião nos comentários.

 



Faça o tratamento utilizando 1 Chá do Amor de 4 em 4 dias no período de 2 meses.

CLIQUE AQUI E COMPRE as 15 unidades para fazer o seu tratamento e ganhe um desconto de 10% utilizando o seguinte cupom na hora da compra: tratamentokannjin

*Coloque seu cupom na finalização de sua compra para poder ativar o desconto.

8 thoughts on “O que o diabetes tem a ver com disfunção erétil?

  1. Jorge dos santos says:

    Boa tarde! Sou diabético e hipertensão. Há 2 não tenho ereção. Já consultei urologista. Me passou vários remédios e nada adiantou. Ele disse que no meu caso só prótese. Tenho 55 anos. Será que esse chá resolve para mim?

    • Cha do Amor says:

      Boa tarde, Sr. Jorge. O chá do amor kannjin pode ser utilizado por homens com diabetes e hipertensão, não tem problema nisso. Nós temos ajudado muitos homens com os mesmos problemas que o seu, então achamos que vale a sua tentativa, compre uma unidade e faça o teste, acreditamos que os resultados podem ser muito positivos.

    • Cha do Amor says:

      Olá, Christiane. Tudo bem?

      O Chá do Amor Kannjin é um estimulante sexual natural, classificado como um alimento, ele é cultivado dentro floresta Amazônica e teve sua descoberta através de um grupo indígena, que utilizava uma parte da planta Paullinea cupana para rituais de acasalamento.

      Quando se estudou mais profundamente essa planta, foi descoberto suas propriedades farmacêuticas na indução e manutenção da ereção peniana.

      Você conferir nosso vídeo sobre Chá do Amor Kannjin clicando nesse link – https://youtu.be/ct0CmGR1a9Q

  2. João Batista says:

    Oi eu uso a bastante tempo o kanjjim, é ótimo, é um produto natural não tem contra indicação.
    Eu tomo dois por semana, sempre funciona, pois tenho 59 anos e não estava mas conseguindo ter relações.
    Eu tomo kanjjim meia hora antes das relações, aprovadíssimo.

    • Cha do Amor says:

      Olá, João. Tudo bem?

      Ótimo, ficamos muito felizes com seus resultados com o Chá do Amor Kannjin. Ele vem ajudando muitos pacientes nessas condições.

    • Cha do Amor says:

      Olá, Geraldo. Tudo bem?

      A diabetes é uma das principais causas da Disfunção erétil. Estima-se que 75% dos pacientes diabéticos acima dos 50 anos apresentam algum grau de disfunção erétil, prejudicando em muito sua vida sexual. O Chá do Amor Kannjin é um produto natural, indicado para os casos de Impotência sexual, que vem sendo utilizado por pacientes diabéticos e trazendo excelentes resultados.

      Assista esse vídeo onde nosso farmacêutico fala sobre Diabetes e o Chá do Amor Kannjin – https://youtu.be/5vUu-TW5MVw

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *