Tudo o que você precisa saber sobre a Ejaculação Precoce

Informações sobre Ejaculação Precoce.

A ejaculação precoce (EP) é a disfunção sexual masculina mais frequente, com uma estimativa de acometimento de 20 a 30% dos homens em algum momento da vida. A tentativa de explicar as causas que levam a EP incluem diversas teorias biológicas e psicológicas. A maioria dessas propostas não é baseada em evidências, sendo especulativas, na melhor das hipóteses. As teorias psicológicas incluem o efeito de experiência precoce e do condicionamento sexual, ansiedade, técnica sexual, frequência de atividade sexual e explicações psicodinâmicas. As explicações biológicas incluem teorias evolucionistas, hipersensibilidade do pênis, níveis de neurotransmissores centrais e sensibilidade de receptores, grau de excitação, velocidade do reflexo ejaculatório e nível de hormônios sexuais. Há pouca evidência empírica para sugerir uma relação entre a EP e quaisquer dos fatores propostos como sua causa.

Conceito de ejaculação precoce.

Os estudos definem a EP como “início persistente ou recorrente de orgasmo e ejaculação com estimulação mínima antes, durante ou logo após a penetração e antes que o individuo o deseje”, causando “acentuada angústia ou dificuldade interpessoal”.

Diagnóstico.

Ao fazer um diagnóstico, os médicos devem também levar em consideração a frequência dos episódios de EP e o período de tempo em que ela tem sido um problema. Essa informação irá ajudar a determinar se a EP é generalizada ou situacional, se é permanente (EP primária: desde o início da atividade sexual) ou adquirida (EP secundária: desenvolvida após um período de tempo sem EP). Homens com EP, seja ela primária ou adquirida, geralmente relatam pouca ou nenhuma sensação de controle sobre a ejaculação, baixa satisfação na relação sexual e mais angústia/dificuldades interpessoais, em comparação com homens sem EP, além de menor tempo médio de latência na maioria dos episódios de relação sexual. Isso sugere que um diagnóstico completo da EP deva incluir uma avaliação do controle, do tempo de latência, da angústia e/ou das dificuldades resultantes da EP e satisfação sexual.

Idade, ansiedade e disfunção erétil na ejaculação precoce.

cha-do-amor-tratamento-ejaculacao-precoce-03A idade era tradicionalmente considerada como um fator causal da EP, presumindo-se que os homens mais jovens apresentassem mais problemas. No entanto, pesquisas mais recentes apontam que o fator mais agravante é a falta de frequência de relação sexual e/ou ansiedade gerada durante a relação.

De acordo com o “Estudo da Vida Sexual do Brasileiro” (Abdo, 2004), pacientes com EP possuem um alto nível de ansiedade. Os números encontrados foram de que 25,8% dos homens pesquisados referiam a presença de EP  a ansiedade.

A pesquisa ainda aponta que o maior desejo dos entrevistados é estender o tempo de ereção, pois ficam tão nervosos que podem  intencionalmente “apressar” a relação sexual para evitar perda prematura de sua ereção e ejacular com uma latência breve. Isso pode ser agravado pela presença de altos níveis de ansiedade quanto ao desempenho relacionados com sua disfunção sexual, que somente pioram a prematuridade.

Na ausência de uma anamnese sexual completa, esses homens podem ser incorretamente diagnosticados como portadores de EP, em vez de se diagnosticar a disfunção sexual subjacente.

 

Psicofármacos e Ejaculação Precoce

Além dos fatores já citados que interferem na resposta sexual, há relatos a respeito dos efeitos adversos de psicofármacos, inibidores seletivos de receptação de serotonina (ISRS) usados em longo prazo, além de problemas de ordem neurológica. De acordo com a pesquisa realizada por Monteiro et al. (2012), as doenças neurológicas afetam as respostas sexuais e diminuem o processo de estímulos sexuais, impedindo a excitação, diminuindo ou aumentando o desejo, reduzindo a ereção e ejaculação.

Possidente et al (1997) descreve os efeitos indesejáveis na vida sexual dos usuários de psicofármacos, como os benzodiazepínicos e ISRS que causam diminuição da libido, alteração da ereção, retardo da ejaculação e anorgasmia. Corroborando com essa ideia, Cordioli (2001) afirma que ocorre diminuição da libido e da excitação, retardo na ejaculação ou anorgasmia em 58% a 73% dos pacientes que utilizam drogas antidepressivas.


Tratamento para Ejaculação Precoce

 

happy-couple-sexy-in-bed De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia – SBU (2012), o tratamento é realizado com psicoterapia, medicamentos ou ambos. A escolha da terapia depende de algumas características de cada quadro.

A terapia comportamental é uma opção válida para o tratamento e que pode trazer bons resultados em longo prazo, porém dificultada pelo pouco envolvimento do casal, visto ser esse um tratamento que exige a colaboração de ambos.

Existem opções medicamentosas com a utilização de ansiolíticos e/ou antidepressivos por um curto período de tempo, com a intenção de “acalmar” o paciente e diminuir a sensibilidade do pênis, retardando assim a ejaculação. Porém, há de ser considerando os efeitos adversos, a interação entre outras drogas e o seu uso prolongado.

O Chá do Amor Kannjin é uma opção segura e natural para o tratamento da impotência sexual e da ejaculação precoce.Devendo ser ingerido 40 minutos antes de uma relação sexual. Ele pode ajudar no retardo da ejaculação e maior duração do tempo de ereção.

Os relatos dos pacientes que fizeram a utilização do Chá do Amor Kannjin e tiveram os bons resultados é possível ser observado em nosso site. No mercado a mais de 10 anos é garantia de satisfação do cliente.

Lembre-se, casos os sintomas persistam o médico deverá ser consultado.

 

 

kannjin-cha-do-amor

Faça o tratamento utilizando 1 Chá do Amor de 4 em 4 dias no período de 2 meses.

CLIQUE AQUI E COMPRE as 15 unidades para fazer o seu tratamento e ganhe um desconto de 10% utilizando o seguinte cupom na hora da compra: tratamentokannjin

*Coloque seu cupom na finalização de sua compra para poder ativar o desconto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Referência

MONTEIRO, E.S.; ZIRPOLI, M.O.; ISSA I.Q.; MOREIRA, P.N. Disfunções Sexuais em Pacientes Após Acidente Vascular Cerebral. Rev Neurocienc. São Paulo. v. 20. n.3. p.462-467. 2012. Disponível em: < www.revistaneurociencias.com.br/edicoes/2012/…/704%20revisao.pdf > Acesso em: 16 abr. 2013.

CORDIOLI, Aristides Volpato. Principais efeitos colaterais das drogas antiobsessivas e seu manejo. Revista Brasileira Psiquiatr. Porto Alegre, v. 23 (Supl. II), p. 58-61. 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462001000600017&lng=en&nrm=iso > Acesso em: 30 abr. 2013.

POSSIDENTE, Elizabete; FIGUEIRA, Ivan; NARDI, Antônio Egídio; MARQUES, Carla; MENDLOWICZ, Mauro; VERSANI, Márcio. Efeitos sexuais induzidos pelos inibidores seletivos da recaptaçao de serotonina: diagnóstico e manejo terapêutico. (Resumo). J. bras. psiquiatr, v.45, n.10 p. 607-612, out. 1996. Disponível em: < http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=198200&indexSearch=ID> acesso em: 27 abr. 2013.

4 thoughts on “Tudo o que você precisa saber sobre a Ejaculação Precoce

  1. pedro says:

    Boa noite amigos e amigas sou Pedro de maceio tenho 24 anos e sofro com EP alguém. Pode mim ajudar como se livrou dessa maldita mim ajude sofro muito com isso quem poder eu agradesso meu zap e 82 88840195

    • Cha do Amor says:

      Bom dia, Pedro. Já ajudamos milhares de homens com o mesmo problema que o seu, recomendamos que você utilize uma dose de chá do amor kannjin a cada 4 dias, pelo período de 60 dias, totalizando 15 doses. Os clientes que realizam esse procedimento, nos relatam que chegam a ficar até 6 meses sem ter uma ejaculação precoce. Experimente, não deixe que esse problema afete sua vida amorosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *